top of page

Carnaval em Salvador: o bloco das articulações políticas

Cláudio André de Souza 



Ninguém pode negar que a construção efetiva de apoios e compromissos entre os políticos envolve os momentos de lazer e entretenimento como uma forma de estreitar laços, o que facilita o caminho de quem busca aumentar sua capacidade de liderança em meio aos espaços de poder político.

De longe, nada disso é novidade, mas nos últimos meses o deputado federal Elmar Nascimento (União Brasil-BA) tem intensificado a sua relação com os colegas de olho na sucessão da presidência da Câmara. Nos festejos de réveillon, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e outros 20 deputados estiveram em festas de fim de ano na Ilha dos Frades, em Salvador, servindo de palco para o lançamento da campanha de Elmar para o comando da presidência da Casa.

Segundo a jornalista Malu Gaspar, as festas capitaneadas pelo deputado baiano duraram cinco dias em Salvador e contaram com a presença de lideranças de peso em Brasília, como os ministros Celso Sabino (Turismo) e Juscelino Filho (Comunicações) com suas famílias, o prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), o senador Weverton Rocha (PDT-MA) e o governador goiano Ronaldo Caiado (União Brasil).

As festas de virada do ano na Bahia deixaram claro que a pré-campanha de Elmar Nascimento à sucessão de Arthur Lira na presidência era para valer. O carnaval foi o termômetro mais alto da pré-campanha do deputado, que articulou a presença de cerca de 80 colegas para passar o período festivo em Salvador no “Elmar Folia”, com direito a entrada vip em camarotes e trios elétricos.

Segundo o jornalista Igor Gadelha (Metrópoles), o duelo pela sucessão de Lira envolve a disputa com o também deputado baiano Antônio Brito (PSD), que esteve com colegas em camarotes e em um evento com 12 parlamentares, a sua maioria do PSD, no sábado (10/02) na Praia do Forte, a 70 km de Salvador.

A presença de Lira no carnaval soteropolitano teve como principal agenda o encontro no sábado com o governador Jerônimo Rodrigues (PT). O café da manhã com diversas lideranças da base aliada do PT no estado chancelou o apoio do governo aos deputados baianos para a sucessão de Lira, ao mesmo tempo que aproxima ainda mais Elmar de um diálogo político com o campo adversário ao qual pertence, sob a liderança do ex-prefeito ACM Neto (União Brasil).

O café da manhã de cortesia ao presidente da Câmara também representa um aceno da bancada baiana na Câmara a uma relação mais amistosa com Lira em um momento no qual o governo Lula calcula cada passo na aliança com os parlamentares do centrão diante da definição de uma agenda que não rebaixe o Poder Executivo no protagonismo governativo aos olhos de lideranças empresariais e demais segmentos da sociedade civil.

Sendo a Bahia uma extensão das articulações políticas palacianas em Brasília, o café da manhã de Lira com as velhas e novas lideranças baianas da política nacional representa a articulação do Planalto em redobrar o diálogo com o presidente da Câmara de olho na sua sucessão, o que passa pela especulação de que Lira se tornará ministro de Lula em 2025, equilibrando o seu protagonismo em Alagoas e na política nacional sob as franjas do centrão.

Nas articulações políticas vistas nos dias de folia em Salvador, o deputado Elmar Nascimento já está com os dois pés na pré-campanha, mas sai da festa nesse momento com o desafio ainda maior de continuar sendo um dos principais interlocutores da relação do centrão (leia-se Lira) com o governo Lula, o que pode consolidar o seu favoritismo na corrida pela sucessão da presidência da Câmara.

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page